Exposições pelo estado abordam legado e celebram centenário da Semana de 22

Evento histórico que impulsionou o modernismo brasileiro é contextualizado em mostras em cartaz na Pinacoteca de São Paulo, MIS Experience, Museu da Faap e Pinacoteca de São Bernardo do Campo.
Ícones do Modernismo brasileiro: Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Mario de Andrade e Anita Malfatti. (Colagem de TIago de Moraes/ZACHPOST a partir de releitura de Abaporu (1928)/Tarsila do Amaral).

Atualizado às 17h39 de 25/06/22 para acréscimo de informações.

Centenário, mas moderno, o encontro de expoentes artistas plásticos, escritores, músicos e intelectuais ocorrido em São Paulo entre 13 e 17 de fevereiro de 1922 ainda reverbera reflexões e estudos na produção cultural brasileira. Para discutir e celebrar a Semana de Arte Moderna, instituições, museus e oficinas de todo o estado programaram atividades, exposições e mostras temáticas dedicadas não só a resgatar obras do período de seus acervos, mas trazem peças inspiradas a partir do movimento.

As razões são muitas – a começar pelos talentos que participaram do momento histórico: Tarsila do Amaral, Heitor Villa-Lobos, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Oswald e Mário de Andrade, todos reconhecidos como inovadores em seus campos de atuação. O evento, recebido na época com consternação e estranheza, irrompeu com novas ideias e estética que assumiram temas predominantemente brasileiros.



Conhecida pelas muitas obras modernistas em sua coleção, a Pinacoteca de São Paulo optou por destacar com um selo para o público 134 peças de autoria de artistas ligados ao movimento, espalhadas pelas 19 salas e corredores da exposição de longa duração. Os visitantes poderão apreciar, por exemplo, a pintura “Amigos”, de Cavalcanti, justamente uma das obras expostas no Theatro Municipal durante a Semana de 22.

Estão destacadas também as peças “Antropofagia” e “São Paulo”, de Tarsila do Amaral (salas 6 e 10, respectivamente); “Auto-retrato”, Victor Brecheret (sala1); “Bananal”,  Lasar Segall (sala 19); “Casal na Varanda”, Cícero Dias (sala 16); “Dois Irmãos”, Ismael Nery (sala 15), entre outras.

O MIS Experience – extensão do Museu da Imagem e do Som na Água Branca – revisita o universo estético e a vasta carreira de Candido Portinari por meio de uma exposição imersiva e tecnológica. Dividida em três áreas expositivas, a mostra traz sete instalações interativas, projeções e um espaço no qual o acervo do artista plástico é contextualizado com a história do país, reafirmando o legado de Portinari na cultura popular e a importância da preservação da memória do pintor. Marcello Dantas assina a curadoria.

Mostra imersiva propõe mergulho nas artes de Candido Portinari (Foto: Bia Stein/MIS Experience/Divulgação)

“Modernos”, em cartaz até 27 de novembro no Museu de Arte Brasileira da Faap, por sua vez, reúne uma coleção de produções da vanguarda do movimento e seus continuadores, incluindo o óleo “O Homem das Sete Cores”, de Malfatti, presente na exposição original. Com curadoria de Laura Rodríguez, a entrada da mostra é gratuita.

A Semana de 22 inspira ainda a exposição “Centenário Moderno”, na  Pinacoteca de São Bernardo do Campo (SP). O artista Betto Damasceno, inspirado nas ideias de Oswald de Andrade e do “Manifesto Antropofágico”, canibaliza obras de outros pintores do movimento e reimagina essas peças sob sua própria perspectiva estética, misturando com símbolos e sinais da contemporaneidade digital. O resultado é a junção do “Abaporu” de Tarsila com o personagem da criação de Damasceno, Smart Zumbi, que se junta a outras combinações irreverentes. Aberta a todos, a seleção ficou a cargo de Enock Sacramento.

Releitura de Abaporu de Tarsila do Amaral por Betto Damasceno (Foto: Divulgação)

Serviço

Pinacoteca de São Paulo – Praça da Luz, 2, Luz, São Paulo; ingressos de R$ 10 a R$ 20; entrada gratuita aos sábados e quintas mediante reserva online. ✶MIS Experience – Rua Cenno Sbrighi, 250, Água Branca, São Paulo; ingressos de R$ 15 a R$ 45, entrada gratuita às terças-feiras mediante reserva online.Museu de Arte Brasileira da Faap – Rua Alagoas, 903, Higienópolis, São Paulo; entrada gratuita. ✶Pinacoteca de São Bernardo do Campo – Rua Kara, 105, Jardim do Mar, São Bernardo do Campo (SP); entrada gratuita.

Total
0
Shares
✶ Relacionado

Nós utilizamos cookies e tecnologias semelhantes. Ao continuar navegando, entendemos que você concorda com o uso desses recursos para aprimorar sua experiência neste site. Conheça nossa política de privacidade.